Quarteto Brasileiro de Violões conquista Grammy Latino

O Quarteto Brasileiro de Violões recebeu na última quinta-feira, dia 10 de novembro, em Las Vegas (EUA), o Grammy Latino de melhor álbum de música clássica com seu último CD Brazilian Guitar Quartet plays Villa-Lobos. Na mesma categoria concorreram além do brasileiro, Concerto Para Violão e Concertino Para Percussão de Francis Hime & Nelson Ayres (Biscoito Clássico), Adios A Cuba de Adonis González (RRProductions) , Chopin de Clara Sverner (Azul Music Multimídia Ltda),  José Serebrier: Sinfonia No. 1 de José Serebrier (Naxos), Tárrega! De Manuel Barrueco (Tonar Music); Villa-Lobos Trio Play: Heitor Villa-Lobos e Astor Piazzolla & Lucio Bruno-Videla Villa-Lobos Trio (Oehms Classics).

“Estamos muito felizes e honrados com o prêmio.  O reconhecimento, principalmente da magnitude do Grammy Latino, é algo que  faz valer a pena todo o esforço que dedicamos ao nosso ideal musical”, declara Tadeu Amaral, responsável pelo arranjos do quarteto.

Formado pelos violonistas Everton Gloeden, Tadeu do Amaral, Luiz Mantovani e Gustavo Costa, o quarteto foi criado em 1998, e em 2000 teve a oportunidade de mostrar seu trabalho no exterior. O sucesso foi tanto que já somam mais de trezentos concertos por países das Américas, Europa, Ásia e Oceania nos quais apresentou seus inusitados arranjos e sua instrumentação que une o som dos violões de oito cordas aos tradicionais de seis. Por conta disso, o grupo ficou mais conhecido como Brazilian Guitar Quartet.  

Com formação na música clássica o quarteto é considerado como um dos principais grupos do gênero da atualidade. Suas pesquisas são voltadas para a música clássica brasileira, que representa um segmento importante explorado pelo grupo na montagem de um repertório pouco conhecido, de alto nível e que se identifica com o estilo do quarteto.



-->