Peixe Primavera (Foto: Humberto de Castro)

Criatividade, aliada a ingredientes garimpados por várias regiões do Brasil, é a marca registrada da chef Viviane Moraes, à frente do restaurante Estação Marupiara há oito anos.

Depois do sucesso do Aruanã, peixe campeão de vendas da casa, a chef do Estação Marupiara, Viviane Moraes, amplia o cardápio com mais opções de pratos à base de peixes amazônicos: o Pirarucu é a nova estrela do menu e é servido em três diferentes cortes: em manta, acompanha vegetais e pimenta biquinho, guarnecido com purê de abóbora; é apresentado também em filé, com crosta de coco, acompanhado de risoto de alcachofra com nuvem de pólen e chutney de manga; e na versão lombo, é servido com espuma de gengibre, mousseline de couve-flor e batatas assadas. Ainda na linha de peixes amazônicos, o filé de pintado também estreou no cardápio, coberto com molho de tangerina e lascas de amêndoas, é acompanhado de arroz com grãos e cogumelos. Nas entradinhas do novo menu, uma das novidades é a costelinha de Tambaqui, uma iguaria trazida do Pará, região Norte do país. Não é por acaso que o restaurante recebeu o prêmio “O Melhor restaurante de Peixes e Frutos do Mar de 2013/2014″, pela revista Veja Campinas.

No cardápio reformulado foram incluídas receitas exclusivas também na seção de drinks com caipirinhas de lichia com erva doce, saque e mel; caipirinha de limão com picolé de abacaxi, caipiroska de coco com caju e garapa com limão, cachaça e palitos de cana. Há novidades também na carta de sobremesas com delícias nas quais a chef privilegia as frutas da estação e claro, ingredientes tipicamente brasileiros.

O novo cardápio pode ser degustado na casa, de quinta e sexta-feira para jantar ou sábado em almoço e jantar ou no almoço de domingo.

Sobre o Estação Marupiara
O restaurante Estação Marupiara, eleito a melhor cozinha de peixes e frutos do mar de 2013/2014 pela revista Veja Campinas, está localizado em Joaquim Egídio, um charmoso distrito vizinho à Campinas, cidade que fica a 100 km de São Paulo. Comandado pela chef Viviane Moraes, a casa é conhecida por privilegiar, em seu cardápio, ingredientes brasileiros como castanhas, queijo coalho, coco, manga, abóboras, pimentas, cará, cupuaçu, tapioca, rapadura entre outros. O restaurante habita, desde 2005, um casarão do século XIX, tombado pelo patrimônio histórico, em meio à natureza de uma área de preservação ambiental.

O ambiente é ideal para apreciar um demorado almoço nos finais de semana, pois além dos pratos caprichados, os visitantes aproveitam a natureza com maritacas e saguis que habitam a região. As noites são propícias para um jantar romântico à luz de velas, com ar de montanha, lareira, vinho e até aconchegantes mantinhas.



-->